Postagens

Postagem em destaque

Qualquer um pode cozinhar ;)

Hoje decidir abrir um quadro aqui no blog. Espero que seja o primeiro de muitos. A ideia veio a partir de uma receita, dessas bem fáceis que vi na internet e pensei: Por que não tentar?
 E se eu consegui fazer algo bom, qualquer um consegue. Bem vindos ao "Qualquer pode cozinhar!" (Frase do célebre Gausteau de Ratatuille)
 Pra inaugurar, temos uma receita fitness, fácil e gostosa. Além de barata: Panqueca de banana.
Eis os ingredientes:
 1 ovo
 1 banana
  Óleo(de Coco, de soja)/manteiga/margarina
Queijo ou canela (opcional).

Modo de preparo:
 Bate-se o ovo, até ficar no ponto de "fazer omelete". Não precisa chegar a ser neve, pode utilizar a batedeira (opcional). Amasse a banana.Misture os dois até ficar homogênio.
Pegue uma frigideira e coloque um fio de óleo ou metade de uma colher de sopa de manteiga/margarina. Pode ir colocando uma parte da mistura e fazer minipanquecas(rende 4) ou despejar tudo de uma vez, fazendo uma grande. Também se quiser adicionar um p…

Essa tal de vida adulta é uma merda.

Finalmente um feriado, tão esperado. Essa semana completou um mês que minhas aulas começaram e bem, as coisas não tem sido das melhores. Achava de início que ia dar conta de tudo, mas era tudo mentira. Deixa eu te contar uma coisa sobre a vida, esse negócio de se sobrecarregar de coisas não faz bem. Aliás percebi que quanto mais me enchia de coisas, menos coisas conseguia fazer com êxito, acabava por terminar o dia cansada e frustrada comigo.    Perguntava-me se agora em um "simples" segundo semestre já sentia o peso da vida, imagine só no decorrer do curso. Tentei em pensar em alternativas, contudo não queria aceitar a única que cabia: teria de sacrificar alguma coisa, pelo meu próprio. Ainda tentei dar meu jeito, esperneei, mas não teve outra. Às vezes temos que perder um jogo e ficar no banco de reservas. 
  É doloroso no início, porém recompensador depois. A sua mente se esvazia, não há tanta coisa assim para te agoniar e de repente você, não sobrevive. Entretanto, não é t…

Ousadia&Alegria

Esse semestre resolvi me matricular numa disciplina de Educação Física, ainda estou a decidir se foi um erro ou não. Vou expor o porquê. A disciplina é sobre Handebol e Basquetebol, com foco no ensino, aí você pergunta: Por que diabos uma jornalista em formação foi fazer uma disciplina dessas? Porque a tal da jornalista quer ser a melhor comentarista esportiva que esse mundo já viu e está tentando fazer isso de agora, se aprofundando em esportes que não conhece. (Na real mesmo é porque a disciplina sobre futebol não era aberta).    Mas assim, não criei expectativa nenhuma sobre. Real, vim na cara e na coragem, mesmo sabendo que haveriam aulas práticas e quando se trata de Eduarda com bolas, a coisa não é lá das bonitas. Só que não esperava, chegar numa turma de terceiro semestre e voltar a sentir como no Ensino Médio. Sério! Várias panelinhas na sala, comentários até meio pobres acerca do texto, cheios de "Eu acho". Não que eu seja a maior intelectual da faculdade, mas a …

Resenha: A forma da água e sua quebra das formas.

Imagem
Faz algumas semanas que esse filme estreou, mas só ontem pude contemplar essa belezura que ele é. E já de prontidão vim compartilhar com vocês, porque quando um filme é bom temos que sair espalhando esse fato para Deus e o mundo. Aliás quando o filme é bom e já tem online, porque pense numa coisa cara ir ao cinema hoje em dia. Enfim,A forma da água se trata de uma ficção científica que se passa na década de 1960 durante a turbulenta Guerra Fria. A bela história de Guillermo Del Toro(também roteirista de Hellboy), nos traz a peculiar relação desenvolvida entre a curiosa Elisa, uma americana muda, e uma criatura aquática achada aqui na nossa Amazônia.(O que traz à tona também o quão terra de ninguém nossa floresta é considerada, mas deixo para vocês a crítica!) Em meio a todo esse clima de romance, descobertas do desconhecido e tudo mais, Del Toro retrata de forma breve porém impactante o preconceito da época diante das “minorias”- que para mim sempre foram maiorias- apesar de não…

Dia de inscrição no banco de suplentes.

Há momentos na vida em que as certezas se perdem e não importa o quanto se esforce para achá-las, mais elas se perdem. Como no dia de inscrição da suplência, no qual a natureza resolveu definir o dia máximo da dúvida, jogando fora toda e qualquer possível certeza que possa alimentar alguma expectativa.
  A dúvida é sua amiga e inimiga agora. A medida que te corrói, ela te alimenta. Há aqueles que não cedem a ela, são corroídos de um jeito que acabam por sucumbir a desistência: “Para que esperar a chamada se minha nota não foi boa mesmo?” Deixando que a dúvida leve seus sonhos para o longe. Os outros de alimentam dela fervorosamente, de modo tão intenso que estagnam. Acreditam em uma promessa, mas ficam vendo a vida passar, esperando que a dúvida responda suas preces, que magicamente o atacante faça o gol.
  Entretanto a vida não é assim, seja na inscrição para o banco de suplência ou em outro momento da caminhada que Deus resolva testar nossa fé, devemos perseverar arduamente pelo que …

Resenha: Quando nos conhecemos

Imagem
Noah tem uma noite perfeita com a garota que parece ter saído de seus sonhos, porém é visto apenas como um amigo. Então no dia do noivado de sua melhor amiga/crush o destino resolve lhe ajudar com viagens temporais para que possa se resolver com Avery.   Com um enredo aparentemente similar ao de Nu, outra comédia original Netflix, Quando nos conhecemos possui algumas sacadas que o diferem dele e das demais comédias românticas que você já viu. Foram esses detalhes que me prenderam e me cativaram, a ponto de decidir indicá-lo a vocês. Esse filme nos mostra o quanto a vida é cheia de surpresas e o quanto temos de dar valor a quem está ao nosso redor. Vale a pena conferir

Será que você esqueceu ele mesmo?

Faz alguns meses que vocês terminaram de vez, você parou de querer as recaídas que não passavam disso e desde então se convence todos os dias a seguir em frente. Começa a frequentar lugares os quais nunca pensou que frequentaria, reencontrou amigos, fez novos e de repente ali começava uma nova fase sem ele. Era tão estranho, por melhor que você estivesse indo a fichanão caia. Parecia que a qualquer momento ele desarmaria sua zaga e como um atacante que sabe o que faz, marcaria aquele gol fácil, que nem o Ronaldinho costumava fazer em seus dias de glória.   Mas então você se apega aquele mundo novo, vive cada momento e continua na sua tentativa de seguir em frente. Até namorado novo arruma, passa a sorrir com mais frequência e tudo de fato parece um conto de fadas. Você se convence de que ele ficou no passado.   Contudo num dia qualquer, num acesso de saudade... Você nem mesmo sabe o que foi. Só sabe que o celular está em suas mãos em uma chamada para o número dele. “Afinal não há na…

Organização: método bullet journal (para iniciantes)

Imagem
Você certamente já ouviu falar do método bullet journal, criado por Ryder Carrol, um designer novaiorquino, esse modo de organização busca, como o próprio afirmou em uma entrevista com a equipe da Evernote, flexibilizar a organização diária das pessoas. Desse modo, o bujo, como também é chamado permite que você mesmo construa como vai se organizar. Através de ícones dispostos em uma legenda criada por você mesmo, propõe que eventos ou tarefas são de fato importantes, também pode-se fazer um planejamento mensal, semanal e etc. Como em um planner, a principal diferença é que é você quem constrói ele, você filtra o que é relevante e o que não é. 
  Ryder criou o tão utilizado sistema, atualmente, para sua própria organização, visto que tinha dificuldades de se concentrar precisava de coisas que prendessem sua atenção em um mínimo instante. 
  Eu conheci o sistema através das famigeradas blogueirinhas de estudo, e confesso que achei bem interessante essa ideia de criar sua própria agenda.…